FILO 2010: Kabul impacto com excesso de virtuosismo

22 jun

Michel Fernandes, do Aplauso  – à convite do FILO – Festival Internacional de Londrina

michel@aplausobrasil.com)

"Kabul", espetáculo da Amok Teatro

Por um lado temos um impacto, sem qualquer concessão, com os horrores cotidianos sofridos pelos afegãos sob a égide do regime Talibã, derrubado em outubro de 2001 pela Otan, em Kabul (RJ/ 2009) apresentado pela companhia carioca Amok Teatro; por outro, o espetáculo se torna cansativo e previsível com o acento excessivo no virtuosismo técnico dos intérpretes.

A vida de dois casais afegãos, vivendo sob o rigoroso e miserável regime imposto pelos Talibãs, em 1997, serve de pano de fundo para que se deflagre a estupidez do fanatismo, das incoerências da guerra, da demarcação entre os sexos masculino e feminino, entre outros.

Não colocamos em xeque a indiscutível qualidade dos atores, todos muito bem formados e informados, nas bases do teatro que se utiliza da expressividade corporal – sobretudo na Mímica Corporal Dramática de Ettiene Decroux -, e vocal, mas há em Kabul notável excesso ao utilizar os instrumentos interpretativos, talvez por uma mão menos enérgica dos diretores Ana Teixeira e Stephane Brodt (também como protagonista de Kabul), condescendente demais para frear interpretações excessivas, que não alcançam um efetivo equilíbrio entre técnica e organicidade, o que faz de Kabul um cansativo e previsível percurso linear em que o “modo de fazer” parece mais relevante d’”o quê se faz”.

Marcus Pina

A trilha, com instrumentos do oriente médio, é um espetáculo à parte.

Companhia:

Amok Teatro

Local de origem:

Rio de Janeiro (RJ)

Diretor:

Ana Teixeira e Stephane Brodt

Duração:

70 minutos

Ficha Técnica:

Direção, texto e concepção: Ana Teixeira e Stephane Brodt
Elenco: Fabiana de Mello e Souza, Stephane Brodt, Kely Brito e Marcus Pina
Música: Beto Lemos em alternância com Marcelo Muller (tocando: santur, tombak, saz kumbuz, daf, kemantché)
Iluminação: Renato Machado
Figurino: Stephane Brodt
Cenário: Ana Teixeira
Operador de Luz: Rodrigo Maciel
Fotos: Andrea Teixera
Direção de Produção: Sérgio Saboya / Silvio Batistela
Produção: Galharufa Produções Culturais

Contato:

http://amokteatro.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: