Superproduções musicais: um novo gênero?

17 dez

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Albin ou Zazá e Georges no cabaré "A Gaiola das Loucas"

que já recebeu a alcunha pejorativa de “modismo das superproduções musicais” se estabelece, cada dia mais, como gênero que movimenta o teatro com vistas na mera diversão da plateia.

Mesmo contrário ao esquema industrial como é tratado esse tipo de espetáculo, cujos valores altíssimos corroboram para a elitização da arte, uma coisa não se pode negar: depois da vinda dos musicais enlatados (mas com tempero brasileiro) apresentados no Teatro Abril, o público está mais exigente quando há a associação do, adjetivado, nome “superprodução” ao espetáculo.

Nesse quesito “A Gaiola das Loucas”, versão brasileira e direção de Miguel Falabella, produzida por Sandro Chaim, é, por incrível que pareça, superior ao “Mamma Mia!”, nova produção apresentada no Teatro Abril. Motivo: os luxuosos e magníficos figurinos de Cláudio Tovar mais o cenário com efeitos extraordinários dos painéis de LEDS (aquelas luzes no fundo do palco que formam diferentes imagens) dão o glamour a “A Gaiola das Loucas”, diferente do despojo que “Mamma Mia!” apresenta.

Quem é o pai de Sophie em "Mamma Mia!"?

O musical do Teatro Abril é o retrato da alegria e simplicidade dos protagonistas da década de setenta do século passado, com seus valores anti-convencionais.

Em lugar de desmerecer um ou outro espetáculo, tais diferenças tornam o programa de assistir a ambos muito interessante, pois são duas produções que merecem o prefixo super.

E você o que acha desse gênero? Seu comentário é valioso para o avanço do teatro.

“A Gaiola das Loucas”

Teatro Bradesco (1457 lugares)
Bourbon Shopping São Paulo – Rua Turiassu, 2.100 – 3º piso – Pompéia
Informações: (11) 3670-4100
Bilheteria: domingo a quinta, das 12h às 20h; sexta e sábado, das 12h às 22h. Aceita todos os cartões de credito e débito. Não aceita cheque.
Vendas pela Internet: www.ingressorapido.com.bre telefone: 4003-1212.

Quinta e sábado, às 21h. Sexta, às 21h30. Domingo, às 19h.

Ingressos: de R$ 20 a R$ 170

Duração: 150 minutos (intervalo de 15 minutos)
Classificação: 12 anos
Gênero: Musical

Re-estreia dia 06 de janeiro de 2011

SERVIÇO : “MAMMA MIA!”

REALI ZAÇÃO : TIME FOR FUN

APRESENTAÇÃO : BRADES CO SE GUROS

CO-PATRO CÍNIO : CIELO E TELE FONI CA

Site oficial: http://www.mammamia.com.br

Local: Teatro Abril – Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 – Bela Vista.

Estreia dia 11 de novembro de 2010 (para público), dia 10 para convidados

Dias e Horários: Quartas, Quintas e Sextas, às 21h; Sábados às 17h e 21h; Domingos, às 16h e 20h.

Duração do espetáculo: 2h40 (com intervalo de 20 minutos)

Capacidade: 1.530 lugares

Estacionamento: O teatro não possui estacionamento próprio

Assentos: O teatro conta com 16 assentos para deficientes físicos e 11 para pessoas obesas.

Classificação etária indicativa: Livre – Menores de 12 anos acompanhados dos pais/ responsável legal.

Meio de Pagamento Preferencial: American Express® Membership Cards e Bradesco Cartões

• Meia-entrada: obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição de beneficiário.

• Clientes American Express® Membership Cards e do Bradesco Cartões possuem descontos e pagam em até 3 vezes sem

juros no cartão. Contaram também com pré-venda exclusiva entre 10 de agosto e 25 de setembro.

• Clientes do cartão de crédito MasterCard podem optar pela tecnologia MasterCard ShowPass, pela qual o cartão vira ingresso.

Mais informações no site: http://www.mastercardshowpass.com.br.

BIL HETERI A OFICI AL • SEM TAXA DE CON VENI ÊNCI A

Teatro Abril – 2ª a Sáb, 12h às 20h; Dom, 14h às 20h; – Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 – Bela Vista

LOC AIS DE VEND A • COM TAXA DE CON VENI ÊNCI A

Pontos de venda no link: premier.ticketsforfun.com.br/content/outlets/agency.aspx

Central Tickets For Fun: por telefone, entrega em domicílio (taxas de conveniência e de entrega) – 4003-5588 (válido para

todo o país), das 9h às 21h – segunda a sábado.

Pela Internet: http://www.ticketsforfun.com.br (entrega em domicílio – taxas de conveniência e de entrega)

4 Respostas to “Superproduções musicais: um novo gênero?”

  1. Neto Angel 17 de dezembro de 2010 às 12:07 PM #

    Posso dar minha opinião: acho super cansativo e a maioria foge do contexto, fica apenas na base de buscar plateia!

  2. Jango Nery Veloso 17 de dezembro de 2010 às 2:39 PM #

    Prefiro produções teatrais mais focadas no texto e na interpretação, sem muita pirotecnia. Esta observação é de cunho estético e genérica, pois não vi nenhum dos dois espetáculos e não poderia julgá-los por antecipação.

    Acho que a ópera já é, por definição, uma superprodução. Neste caso, temos bons exemplos de qualidade no texto, música, interpretação, iluminação, figurino, etc. Mas esta é uma outra discussão rsrs!

  3. Facury 17 de dezembro de 2010 às 5:15 PM #

    Não há recurso melhor do que a da música no teatro. O teatro se, muito bem musicado e dançado explode de ação aos nossos olhos. Agora, não é preciso ele ser luxuoso e exuberante, pois isso a Sapucaí faz melhor em em vários enredos. Gosto dos musicais quando eles são mais despojados e menos escapistas… E vão dizer que isso não é um musical

  4. Sandra Valdetaro 18 de dezembro de 2010 às 3:05 PM #

    Adoro dança, música, e espetáculos onde se possa trabalhar com essas linguagens.
    Já trabalhei em espetáculos bastante diferentes, onde a música estava presente. As possibilidades são infinitas, o circo de Soleil está aí, é só conferir.
    Quero fazer espetáculos com música brasileira, sem desmerecer o que vem importado, via Broadway.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: