Festival de Curitiba chega a sua segunda década

25 mar

Michel Fernandes*, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

"Sua Incelença, Ricardo III", direção de Gabriel Vilella para peça de Shakespeare, abre o 20º Festival de Curitiba

FESTIVAL DE CURITIBA – A vigésima edição do Festival de Curitiba começa na próxima terça-feira (29) prometendo à população da capital paranaense 13 dias de grande diversidade artístico-cultural. Até o dia 10 de abril serão apresentados 31 espetáculos, sendo 8 estreias nacionais, só na Mostra Oficial, sendo que o Festival contará, também, com apresentações de música, circo, stand-up, dança, gastronomia e cinema.

No universo teatral, um espetáculo internacional (como já é comum), o argentino Tercer Cuerpo, apresenta-se no Festival de Curitiba. Entre as estreias está o espetáculo de rua Sua Incelença, Ricardo III, com o grupo Clowns de Shakespeare, sob direção de Gabriel Vilella, um presente do Festival para Curitiba, que faz aniversário no dia da abertura da mostra.

"Comédia Russa", com Os Fodidos Privilegiados (foto Paula Kossatz)

Estreiam também Édipo, com direção de Elias Andreato; Trilhas Sonoras de Amores Perdidos, da Sutil Companhia; Preferiria Não?, com Denise Stoklos; Sete Por Dois; Tathyana, da Cia. Déborah Colker; Tio Vânia, com o grupo Galpão e O Último Stand Up, dos Satyros, que junto com o Fringe, Mostra Paralela cujo nome refere-se ao Fringe do Edimburg Festival (na Escócia), compõe o Festival de Teatro de Curitiba.

O Festival de Curitiba é o macrocosmo que abriga o Festival de Teatro de Curitiba, o Gastronomix, o Risorama, o Guritiba, o Mish Mash, o É Tudo Improviso, o PUC Ideias e o Sesi Dramaturgia.

'Me Salve, Musical', foto de Daniela Dacorso

Segundo Leandro Knopfholz, diretor do Festival, “o público está mais participante, exigente e questionador. As peças também passaram a usar cada vez mais recursos tecnológicos, exigindo também da produção cada vez mais profissionalismo. Acompanhar o avanço dos encenadores tem sido um grande desafio técnico do Festival”.

Palco e Plateia

Uma das novidades da vigésima edição é a entrada em cena da mostra de Cinema Palco e Plateia, parceria com o Canal Brasil e Cinemateca de Curitiba. O certame reúne trabalhos que têm como principal característica o diálogo com o teatro. A abertura será com a pré-estreia da série “Palco e Plateia” do Canal Brasil, que vai ao ar depois do evento e é formada por 13 programas apresentados por José Wilker. A intenção do projeto é acompanhar o deslocamento da arte por diversas plateias do Brasil, abordando o universo de alguns dos principais grupos teatrais brasileiros, assim como do próprio teatro. Estão programadas ainda as exibições de episódios de mais dois programas. “Camarim”, dirigido por Gracindo Jr., mostra o que acontece nos camarins e “Retratos Brasileiros”, que tem o foco sobre a classe teatral.

O Fringe

A mostra paralela nasceu inspirada no maior festival de artes do mundo, o Festival Internacional de Edimburgo, Escócia. Lá, o Fringe surgiu espontaneamente em 1947, quando companhias escocesas e inglesas que não estavam na programação do evento resolveram virar a mesa e criar uma “fenda” pra eles. O Fringe deu certo também aqui e, como um espaço democrático aberto a toda companhia com trabalhos profissionais, chega a sua 12.ª edição. A participação é livre e depende unicamente da disponibilidade de espaço na grade de programação dos teatros. As companhias vêm ao Festival por iniciativa própria, em busca de público e crítica. Serão 373 espetáculos em 2011, com representadas de 19 estados brasileiros e Distrito Federal – além de dois espetáculos internacionais.

Risorama

Musical "É Com Esse Com Eu Vou" leva a assinatura de Möeller & Botelho


Um microfone na mão e uma (ou várias) idéias na cabeça. Esta é a fórmula do Risorama, o palco da celebração cômica do Festival de Curitiba, onde a comédia stand-up é a prata da casa. Com curadoria do humorista Diogo Portugal e a presença da anfitriã Nany Pepople, o Risorama chega a sua 8ª edição. Garanta já o seu ingresso e venha compartilhar gargalhadas.

Mish Mash

Uma miscelânea de humor, ilusionismo, comédia e variedades. São apresentações em que a magia é o pano de fundo e o improvável é o verdadeiro protagonista. Em sua quarta edição,  o Mish Mash é um sucesso entre o público do Festival, que já espera ansioso pelas surpresas que virão por aí.

É Tudo Improviso!

Aqui, a ordem é improvisar! Sem ensaio ou roteiro previamente conhecido, um grupo de atores e comediantes é jogado na fogueira. Interagindo com o público, eles são desafiados a criar cenas, jogos e histórias a partir de temas e elementos levantados na hora pela plateia, sem nada combinado. Situações inusitadas surgem a todo o momento para surpreender e provocar risadas.

Guritiba

Em sua segunda edição, o evento marca território e abre novamente espaço para a criançada. Uma variedade grande de atrações – que tem como premissa envolver todos os tipos de manifestações artísticas pensadas para o público infantil: música, teatro, dança e circo – forma esta mostra que tem como principal objetivo divertir e levar cultura para as jovens plateias e até para quem nunca deixou de ser criança.

Gastronomix

Sob o comando do renomado chef Celso Freire, estrelas da cozinha e seus pratos requintados são apresentados e servidos em “barraquinhas” de quermesse. Em suas 02 primeiras edições, o Gastronomix atraiu 8 mil pessoas e contou com a presença de Flávia Quaresma, Emmanuel Bassoleil, Rodrigo Oliveira, entre outros grandes chefs brasileiros. Esse ano, a promessa é a continuidade na mescla de estilos e origens, diversificando o evento com linhas criativas e variados pratos de diferentes regiões brasileiras.

Patrocionadores

Ao longo de sua história o Festival contou também com importantes parceiros, empresas patrocinadoras que enxergam na mostra curitibana um evento com força para agregar mais prestígio à sua marca. Parceiros como o banco Itaú, que há 11 anos está ao lado da produção, garantindo a cada ano as condições para que o Festival de Teatro de Curitiba continue a ser esse grande motor das artes brasileiras. Outro parceiro importante é a Bosch, que terá a Arena Bosch (instalada na Ópera de Arame) como palco do espetáculo DNA, do Circo Roda. A iniciativa faz parte das comemorações dos 125 anos de existência da empresa. São patrocinadores do Festival também a Denso, Grupo Boticário, Heineken/Spaipa e Prefeitura Municipal de Curitiba. São apoiadores culturais a BWT Turismo, Editel, Hotel Slaviero, Positivo Informática, Itaipú e SESC.

CLIQUE AQUI para ver toda a programação do Festival de Curitiba.

*Michel Fernandes viajou a convite do Festival de Curitiba

4 Respostas to “Festival de Curitiba chega a sua segunda década”

  1. Gabriela 28 de março de 2011 às 4:53 PM #

    MUITO BOM CURITIBA DEMONTRAR QUE TEM CULTURA
    É ISSO AI CURITIBA ……!!!!!!!!!

  2. Gabriela 28 de março de 2011 às 4:54 PM #

    É MUITO BOM CURITIBA DEMONTRA QUE TEM CULTURA É POR ISSO QUE AMO MORAR AQUI EEBAAAAAAAAAA

  3. Gabriela 28 de março de 2011 às 4:54 PM #

    MTO LEGAL

  4. Gabriela 28 de março de 2011 às 4:55 PM #

    MUITO BOM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: