Festival de Curitiba tem abertura inesquecível

29 mar

Michel Fernandes*, do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Uma arquibancada lotada. Cadeiras idem. Muitas pessoas em pé. Temperatura amena. Céu limpo. O vento a trazer o clima de expectativa. Nesse cenário armado no Museu Oscar Niemayer (o museu em formato de olho), deu-se na noite passada a abertura da vigésima edição do Festival de Curitiba, sem dúvidas, um momento inesquecível para a capital paranaense que há duas décadas abre as portas para um evento, a principio, teatral, mas que ao longo dos anos encampa as mais diversas áreas, inclusive a gastronômica (Gastronomix).

O mestre de cerimônias, o comediante Diogo Portugal, depois de descontrair a plateia fez as apresentações formais e recebeu autoridades como o prefeito da cidade, o representante do Banco Itaú (patrocinador master do Festival de Curitiba) e Leandro Knolpfolz (Diretor do Festival), antes de começar o espetáculo Sua Incelença Ricardo III, com os Clowns de Shakespeare (de Natal – RN), direção de Gabriel Vilella, certamente um dos que espetáculos que ficará na História do Festival e que, presenteou a cidade por seu aniversário (que é hoje).

Após o término da peça, mais uma surpresa: um apoteótico show pirotécnico que durou mais de 10 minutos. Sua Incelença, Ricardo III se apresenta hoje e amanha, 19h, em frente a fonte no Largo da Ordem, de graça.

*Michel Fernandes viajou a convite do Festival de Curitiba.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: