Fabio Assunção estréia na direção teatral

30 ago

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

SÃO PAULO – O Expresso do Pôr do Sol é baseado no romance The Sunset Limited,escrito pelo norte-americano Cormac McCarthy.  Maria Adelaide Amaral assina a adaptação. Fabio Assunção estreia na direção. No elenco estão os atores Cacá Amaral e Guilherme Sant’Anna. A estreia é domingo (2) no Teatro Tucarena. A direção de arte e o figurino são de Fábio Namatame. A iluminação é assinada por Caetano Vilela e a trilha sonora é de Eduardo Queiroz.

The Sunset Limited foi publicada em 2006 e, no mesmo ano,encenada pela companhia Steppenwolf Theatre, companhia de teatro do ator e diretor Gary Sinise.  A obra ganhou versão para a televisão americana, com direção e produção executiva de Tommy Lee Jones, que interpreta White no filme.

A peça apresenta o encontro entre dois seres humanos, com diferentes experiências de vida: White e Black, respectivamente, um homem branco e um homem negro.Black (Guilherme Sant’Anna), um ex-presidiário evangélico e apaixonado pela vida, impede que o professor ateu White (Cacá Amaral) cometa suicídio na linha do trem.

O professor dá valor à cultura e está descrente com a situação do mundo atual.  A vontade de morrer não é devido a uma depressão, ma sporque as coisas que ele acreditava não existem mais.

Após esse incidente, os personagens travam um intenso debate sobre o valor de suas existências, sobre religião e sobre a morte. O cenário do diálogo é o apartamento de Black.

O trabalho de produção do espetáculo começou há um ano. Foi o tradutor Nelson Amorin quem apresentou o texto ao Fabio Assunção.

¨O que mais me chamou a atenção foi a discussão entre a vida e a morte. O embate entre o que vive e o que morre e que está relacionado com a nossa liberdade de escolha¨, conta o diretor.

O Expresso do Pôr do Sol apresenta coisas guardadas numa zona obscura da nossa mente.

¨As regiões de luz e de sombra existem em cada um de nós¨, complementa.

A tradução, assinada por Nelson Amorim, é fiel à obra original e sugere uma encenação detalhista e lenta. Assunção convidou Mara Adelaide Amaral para dar mais agilidade à narrativa e deixar o jogo teatral mais instigante.

“O processo de criação foi complexo e realizado em conjunto, sobretudo a decisão de fazer uma montagem não realista. O desafio da produção brasileira foi diminuir o tempo pela metade, já que a montagem original é realista e dura mais de duas horas”, diz.

Com pitadas de humor crítico e ácido, a direção valoriza a humanidade dos personagens. A montagem sai do plano realistae foca a atenção do espectador nas questões filosóficas, religiosas e morais que a peça apresenta. Para tanto, utiliza o contraste entre a luz e a sombra.

Fabio Assunção estreia como diretor

Para estruturar a arquitetura cênica que abriga os atores, sem um cenário construído e com foco na iluminação e na trilha, o diretor contou com o apoio de Namatame, responsável pela direção de arte e figurino, e Eduardo Queiroz, que assina a trilha sonora.

Os atores Cacá Amaral e Guilherme Sant`Anna são artistas comlarga experiência no teatro e trabalham pela primeira vez com Assunção.

¨Busquei atores com vigor e que tivessem na fase intermediária na vida para que a opção pela morte gerasse reflexões sobre o porquê de sua escolha¨, comenta o diretor sobre a escolha do elenco.

Fabio Assunção tece elogios aos atores: ¨Eles trazem experiências da vida pessoal para os personagens e isso foi um ganho para gente¨, diz.

A satisfação é reciproca.  Na opinião de Cacá Amaral, o diretor conseguiu tornar a releitura do texto original mais interessante. Além disso, nos ensaios a relação foi de amizade:

¨Ele sabe ouvir a opinião dos outros.Éum diretor que respeita a opinião dos atores e de toda a equipe¨, afirma o ator.

Fabio Assunção, que assina a sua primeira direção teatral, decidiu se dedicar àessa função porque a sua produtora, a FASS Produções, demanda projetos teatrais e, para tanto, há a necessidade da contratação de profissionais para as suas execuções. O ator sempre teve vontade de dirigir e acredita que agora é o momento certo para isso, visto que está com disponibilidade para fazer TV e teatro ao mesmo tempo.

Afirma também que está feliz com a experiência e com o resultado: ¨Tenho muita visão do trabalho do diretor, mesmo quando observo de dentro da cena. No teatro participo de todo o processo, o que não acontece no cinema, por exemplo, diz. ¨ É um processo artesanal, que vamos descobrindo o jogo de cada cena¨, afirma. ¨O meu caminho é o teatro¨, finaliza.

A montagem, que conta com o patrocínio do Instituto Nextel, contribuiu para a formação de jovens na área das artes cênicas. O patrocinador promoveu a realização de workshops com os alunos da unidade de São Paulo, no mês de junho.

Os alunos conheceram profissões relacionadas ao teatro e sete jovens foram escolhidos para trabalhar na montagem da peça (áreas de produção, iluminação e sonorização). Também haverá uma sessão fechada aos jovens e R$ 1,00 de cada ingresso vendido será revertido para a expansão do Instituto.

Ficha Técnica:
Texto: Cormack McCarthy
Tradução: Nelson Amorim
Dramaturgia: Maria Adelaide Amaral
Direção: Fabio Assunção
Elenco: Cacá Amaral e Guilherme Sant’Anna
Iluminação: Caetano Vilela
Direção de Arte e figurino: Fabio Namatame
Trilha Sonora: Eduardo Queiroz
Produção Executiva: Juliana Mucciolo
Direção de Produção:Brancalyone Produções (Edinho Rodrigues e Elza Costa)
Realização: FASS Produções
Idealização: FASS Produções (Fabio Assunção)

Serviço:

O Expresso do Pôr do Sol

Local: Teatro Tucarena
Endereço: Rua Monte Alegre, 1024 – Perdizes (Entrada pela Rua Bartira, esquina com a Rua Monte Alegre, 1024)
Horários: Sextas, às 21h – Sábados, às 21h – Domingos, às 19h
Temporada: De 31 de agosto a 30 de novembro de 2012
Preços: Sextas: R$ 40,00 – Sábados: R$ 50,00 – Domingos: R$ 50,00.
Lotação: 300 lugares
Classificação Etária: 12 anos
Horário de funcionamento da bilheteria: Terça a Domingo das 14h às 20h
Formas de Pagamento: Amex, Aura, Diners, Dinheiro, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron. Telefone da bilheteria (11): 3670-8455
Vendas pela Internet: www.ingressorapido.com.br
Estacionamento: R$ 15,00. Estacionamento conveniado Riti (Hotel Transamérica)
Rua Monte Alegre, 835. (Valor válido somente mediante a apresentação de ingressos das peças em cartaz no TUCA)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: