Tag Archives: ricardo

Gabriel Villela encena três textos de William Shakespeare em São Paulo

22 jul

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Sua Incelença, Ricardo III", direção de Gabriel Vilella para peça de Shakespeare

SÃO PAULO – Entre julho e agosto o diretor Gabriel Villela estará com três peças de Shakespeare em cartaz em SP. Dia 25 de julho estreia Sua Incelença Ricardo III, No SESC Belenzinho (20h30). Depois é a estreia de Romeu e Julieta, direção Gabriel Villela, dia 28 de julho, às 15h00, no Parque da Juventude e logo em seguida faz temporada no SESC Belenzinho. Macbeth, que fica até 19 de agosto no Teatro Vivo.

Romeu e Julieta, com o Grupo Galpão de Belo Horizonte, transporta a tragédia dos jovens de Verona para o sertão mineiro e tem o universo do circo como inspiração para as cenas, figurinos e maquiagem. As cenas primam pela poesia e romantismo, com momentos de drama e muitas pitadas de humor.

A trilha é especial com músicas do nosso cancioneiro popular, cantadas e tocadas ao vivo. O destaque fica para a encenação em cima, ao redor e dentro de uma veraneio. Além da interpretação em cima de pernas de pau. Continue lendo

Escritório das Artes anuncia montagem de Ricardo III protagonizada por Leonardo Brício

26 maio

Marco Antonio Rodrigues dirige texto de Shakespeare

SÃO PAULO – Sob direção de Marco Antonio Rodrigues , diretor da aclamada montagem de Otelo, com o grupo Folias D’ Arte, o Escritório das Artes – que, recentemente, produziu Casting, A Tempestade e Romeu e Julieta – soltou hoje o flyer de divulgação de sua nova empreitada, seu terceiro Shakespeare: Ricardo III que será protagonizado pelo ator Leonardo Brício.

Paulo Goulart Filho, Nicolas Trevijano, Heitor Goldflus e Fernando Nitsch também estão no elenco; Davi de Brito e Vânia Jaconis assinam a iluminação; o cenário fica à cago de Ulisses Cohn e os figurinos são de Beth Filipeck e Renaldo Machado. É esperar para conferir.

Prometeu abre mostra da Cia. Circo Mínimo

23 fev

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Prometeu" - foto de Layza Vasconcelos

SÃO PAULO – As condições para o teatro de grupo, em que eles investigam novas formas em prol da ampliação de linguagens à serviço das artes cênicas, mesmo que a passos mui lentos avance com o surgimento e acepção de leis que ampare suas práticas – caso do Programa de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo – ainda são precárias, por isso chegar a seu 24º ano de existência é sim motivo de comemoração e a Cia. Circo Mínimo, criada em 1988 pelo ator e diretor Rodrigo Matheus, abre Mostra, em que apresenta cinco espetáculos de seu repertório,  21h desta sexta-feira (24) no Teatro União Cultural.

Cristiane Paoli Quito dirige o ator Ricardo Rodrigues no papel de Prometeu – responsável pelo furto do fogo dos céus o que, simbolicamente, possibilita a evolução da raça humana -, preso a mando de Zeus. O herói revela a causa de sua punição e revela a injustiça que lhe causam os poderosos. Continue lendo

Marcelo Médici e Ricardo Rathsam levam público ao delírio cômico

25 set

Maria Lúcia Candeias*, especial para o Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

Marcelo Médici e Ricardo Rathsam em peça de Emílio Boechat

Nunca ri tanto como em Eu Era Tudo Pra Ela e Ela Me deixou. Se eu ri, não me lembro, pelo menos no teatro. Marcelo Médici está arrebentando a boca do balão no ótimo e divertido texto de Emílio Boechat, em cartaz no Teatro FAAP. A plateia ri sem parar. E não só por causa de Marcelo, mas também de Ricardo Rathsam (que dirigiu Médici em Cada Um Com Seus Pobrema) que contracena com ele o tempo todo, sem se distanciar de seu personagem, ingênuo e triste, nem por um segundo, como se não entendesse as barbaridades que seu companheiro de cena faz na pele de vários tipos de homens e mulheres. É o máximo!

Conduzir bem esses dois atores no palco não deve ser fácil e é o que se vê na direção de Mira Haar (assistida por Patrícia Gasppar e Paula Weinfeld) que ainda assina os excelentes figurinos. Continue lendo

Ricardo Bittencourt dirige Bete Coelho em apresentações gratuitas

11 mar

Luís Francisco Wasilewski, colunista e crítico teatral do Aplauso Brasil

Luís Francisco Wasilewski, colunista e crítico teatral do Aplauso Brasil

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

O texto de estreia do psicanalista Contardo Calligaris, colunista do jornal Folha de São Paulo, Tarja Preta, ganhou direção da atriz Bete Coelho e interpretação do ator Ricardo Bittencourt. Em O Terceiro Sinal, do jornalista e dramaturgo Otavio Frias Filho, cuja estreia é neste sábado (12), 21h, no Teatro Vivo, os papeis diretor e atriz substituem a formação anterior, em apresentações gratuitas.

Bete Coelho estreia "O Terceiro Sinal" (foto Lenise Pinheiro)

Adaptada para o teatro a partir de seu ensaio homônimo publicado em 2003, no livro Queda Livre, e que escrito especialmente para a interpretação da atriz, O Terceiro Sinal, é uma metalinguagem sobre o teatro. Continue lendo

Marcelo Médici volta em dose dupla

21 jan

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Marcelo Médici como a Mãe Jatira

Mal acaba de gravar a telenovela Passione, o ator Marcelo Médici volta a todo vapor com seus projetos teatrais. Em um deles, A Noviça Mais Rebelde, que re-estreia amanhã no Teatro Renaissance, assina a direção, e em Cada Um Com Seus Pobrema, que faz duas semanas de temporada – a partir de hoje – no Citibank Hall, onde ele apresenta os mais hilários tipos sob atenta e dinâmica direção de Ricardo Rathsman.

Em Cada Um Com Seus Pobrema, a espinha dorsal é a história de um ator de teatro que desiste de fazer seu espetáculo aquela noite e, enquanto tira a maquilagem, recorda de sua tumultuada trajetória teatral, de personagens que já viveu – como a deliciosa apresentadora infantil, Tia Penha, que, entre outras particularidades, detesta crianças.

LEIA TAMBÉM: Piada é com ele; porrada, se for o caso

A Noviça Mais Rebelde Continue lendo

Hell: o inferno de Bárbara Paz e Ricardo Tozzi

8 out

Adriano Oliveira, especial para o Aplauso Brasil (adriano@aplausobrasil.com)

Bárbara Paz em "Hell"

Hector Babenco dirige os atores Bárbara Paz e Ricardo Tozzi na primeira adaptação teatral do romance de Lolita Pille, intitulado de Hell. O espetáculo estreia em 7 de outubro no Teatro do SESI – São Paulo

A montagem é uma adaptação originou do romance Hell, fenômeno editorial na França e best-seller em dezenas de países, que marcou em, 2003, a estreia da escritora Lolita Pille.

Na trama, a protagonista Hell, vivida pela atriz Bárbara Paz, é uma garota rica, fútil e arrogante. Niilista despreza a natureza e o seu único credo é que seja bela e consumista. A ação da peça é concentrada na trágica história de amor vivida pela personagem de Bárbara e pelo personagem antagonista Andrea, interpretado por Ricardo Tozzi.

Bárbara Paz e Ricardo Tozzi

O espetáculo aborda o devastador universo da juventude rica e consumista de Paris, que preenche suas vidas com sexo, álcool, drogas e roupas de grife. Continue lendo

Espetáculo reedita parceria dos Irmãos Blat

5 out

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Ricardo Blat em "O Amor é Lindo"

Quando o romance, a idealização do ser amado, a fidelidade e a longevidade da relação se deparam com a realidade cotidiana, um novo cenário para o relacionamento se desenha. Nele, prevalece a avaliação da união, segundo os interesses de cada um. Este

“confronto” é o mote do espetáculo O Amor é Lindo, escrito e dirigido por Rogério Blat, que estreia sexta-feira (8) no Teatro Cultura Artística – Itaim, em São Paulo.


A comédia aborda a eterna busca pela felicidade no casamento e inova pelo formato, com o ator Ricardo Blat interpretando tanto o marido quanto a esposa. Trata-se de uma demonstração da virtuose deste, que é um dos maiores atores brasileiros.

Segundo suas palavras: “Fazer o espetáculo é uma forma de questionar as relações padronizadas que chegam ao limite do cômico, mas que sempre podem ser modificadas”. Continue lendo

Leitura de Adeus Doutor no Sesc Santana

17 mar

Zé Celso e Bete Coelho leem ADEUS DOUTOR, sob direção de Ricardo Bittencourt

Nesta terça-feira, dia 17, acontece a leitura de Adeus Doutor. Dirigida por Ricardo Bittencourt, a peça se estrutura em torno de dois personagens principais: o Doutor, o grande psicanalista francês Jacques Lacan, e Seriema, sua paciente brasileira.

Com autoria de Betty Milan, Adeus Doutor narra a viagem de Seriema à França e o seu retorno ao Brasil. A leitura da peça será no Sesc Santana, às 21h, e a entrada é franca.

O quê: leitura da peça Adeus Doutor

Local: Sesc Santana – SãoPaulo-SP

Horário: 21h

Entrada franca