Tag Archives: verdade

Confira fotos do show de Marisa Monte

7 jul

Marisa Monte em "Verdade Uma Ilusão" - foto de Juliana Fernandes

LEIA

A sofisticação músico-visual de Marisa Monte concretizada em Verdade Uma Ilusão

FOTOS DE JULIANA FERNANDES

A sofisticação músico-visual de Marisa Monte concretizada em Verdade Uma Ilusão

30 jun

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Marisa Monte em "Verdade Uma Ilusão" - foto de Juliana Fernandes

SÃO PAULO – Falar da afinada, doce, rouca e aveludada voz de Marisa Monte, além de não acrescer novidade, é até lugar-comum. Entretanto, mais que os dotes naturais com os quais os deuses a consagraram, em sua nova turnê, Verdade Uma Ilusão, a sofisticação músico-visual é concretizada.

Até o dia 15 de julho, a casa de shows paulistana HSBC Brasil recebe a atual turnê da cantora e compositora que divulga o álbum O Que Você Quer Saber de Verdade, lançado no final do ano passado, cuja experiência sensorial proposta pelo trabalho atinge o campo audiovisual com intenso prazer: as canções – grande parte composições que divide com Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown – estão arranjadas com riqueza de detalhes sonoros, mesclando a elegância sonora dos instrumentos de corda – cello, violinos, viola, violões e guitarras – a inventivos recursos de percussão etc.; os vídeos – todos eles, segundo declara Marisa Monte ao final do espetáculo – inspirados em obras de artistas plásticos contemporâneos e que, graças a utilização de modernos equipamentos tecnológicos, conseguem estabelecer um diálogo entre som e imagem – verdadeiras peças de vídeo-arte – jamais notado em outros shows, e, completando esse interessante triângulo plurisensorial, a cristalina voz de Marisa Monte vestida com exuberância por Rita Murtinho.

Marisa Monte em "Verdade Uma Ilusão" - foto de Juliana Fernandes

Verdade Uma Ilusão é experiência sofisticada, feito a complexa rede de comunicação virtual, em que a sobreposição de camadas visuais e sonoras dão o tom plural do show.

Emocionante homenagem à Cássia Eller

Há mais de uma década, perdemos uma das grandes intérpretes da música, Cássia Eller, que deixou indeléveis marcas nas canções que gravou.

“Cássia é uma de minhas referências musicais, tenho saudades dela. Dizem que saudades não é um sentimento pela ausência da pessoa e sim de sua presença”, diz Marisa que evoca, com alta potencia emocional, Cássia Eller, ao cantar, pela primeira vez, Continue lendo

Peça celebra centenário de Akira Kurosawa

10 nov

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Qual das 4 versões é a mais verdadeira?

No ano em que se celebra o centenário do cineasta Akira Kurosawa, a Cia. Os Tios apresenta o espetáculo “Nem tudo é verdade Dentro do Bosque à Noite”, inspirado no filme “Rashomon” (1950), uma das obras-primas do mestre do cinema japonês. Dirigida por Paulo de Moraes, a peça está em cartaz às quartas e quintas-feiras, às 21h, no Teatro Bella.

Assim como para o filme de Kurosawa, o conto de Ryunosuke Akutagawa (1892–1927), considerado o “pai do conto japonês”, serviu de base para Armando Liguori Jr. urdir a trama: um casal entra num bosque e presencia um assassinato. Quatro versões do crime, a partir do ponto de vista de cada um dos personagens, é narrada.

“Kurosawa sugere que é impossível obter a verdade sobre um evento quando há conflitos de pontos de vista. Na montagem da Cia Os Tios, o público é convidado a refletir sobre o que é fato e o que é versão”, comenta Paulo de Moraes. Continue lendo

Transexuais, “Teatro Expandido” e “Teatros do Real” em Hipóteses Para o Amor e a Verdade n’ Os Satyros

1 maio

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Phedra D' Córdoba e Esther Antunes em HIPÓTESES PARA O AMOR E A VERDADE

Estreia logo mais um instigante trabalho da Cia. de Teatro Os Satyros com propostas que prometem abalar a forma tradicional em que o teatro se apresenta. Hipóteses Para o Amor e a Verdade, texto de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, que também assina a direção, busca investigar a linguagem que batizaram de “Teatro Expandido”.

No elenco atores, não atores e três transexuais: uma delas a diva da companhia, a deliciosa e dona de talento ímpar, Phedra D’ Córdoba. A trama e personagens surgiram nas entrevistas realizadas com a população que circunda a Praça Roosevelt. E posso garantir que a fauna de tipos humanos é bastante diversificada.

Antes de entrar no enredo da peça, peço licença ao senhor leitor para observar um dos motivos que mais me instiga a assistir a peça: no artigo “Teatros do Real”, um dos brilhantes textos de Teatralidades Contemporâneas, escrito por Sílvia Fernandes – uma de nossas mais competentes teóricas de teatro –, é apontado como característica da linguagem teatral contemporânea essa mescla de ficção e verdade, apoiada numa representação que rejeita o naturalismo, bem como o engajamento político didático, o foco da ação no indivíduo e como ele dialoga com seu meio social. E essa parece ser a proposta de Hipóteses Para o Amor e a Verdade que tem como mote a vida de pessoas anônimas do centro de São Paulo, suas crenças e seus afetos diante da Nova Humanidade. Continue lendo